Páginas

sexta-feira, 27 de maio de 2011

*2

E como a distância poderá permitir que tudo esteja tão próximo?

segunda-feira, 16 de maio de 2011

A (minha) felicidade

A minha felicidade vem de pequenos momentos, é quando no silêncio da noite, eu aprecio as minhas próprias palavras, quando eu penso em tudo aquilo que já vivi ao lado das pessoas que eu mais amo, dos abraços que ganhei, das lágrimas que derramei. É quando eu sinto uma enorme vontade de olhar as estrelas, e então percebo que a Lua não está só naquele imenso universo.
É quando a melodia soa suavemente em meus ouvidos, quando o tempo não parece ter importância, e me lembro do calor que já senti estando ao lado de pessoas especiais. Tudo isso me faz voltar no tempo, e percebo que estava certa quando disse que aqueles eram os melhores dias da minha vida.
É quando sinto aquele frio na barriga, mas não deixo que o medo me impeça descobrir coisas novas e ser feliz. Sinto muita falta de quando tudo fazia sentido, mas sei que o que vivo neste momento é necessário para meu próprio amadurecimento.
Mas nada disso impedirá que meu violão continue em sintonia com os meus pensamentos. E a cada dia descobrirei coisas novas, sem medo de lutar ou perder, mas com um único objetivo: ser feliz e poder viver!





A mesma coisa

As mesmas rodas,
a mesma fumaça, 
as mesmas pessoas,
a mesma coisa.


As mesmas frases,
a mesma força,
as mesmas ordens,
a mesma coisa.


As mesmas palavras,
a mesma dor,
as mesmas imagens,
a mesma coisa.


Um mesmo dia,
um mesmo tempo,
um mesmo olhar,
e tudo isso
sem a menor
                diferença.

sábado, 7 de maio de 2011

O tempo

O tempo passa
O tempo todo
O tempo.


O tempo voa
O tempo todo
O tempo.


O tempo estava
O tempo todo
O tempo.


O tempo sonhava
O tempo todo
O tempo.


O tempo beijava
O tempo todo
O tempo.


O tempo ficou                                                                        
O tempo todo
O tempo.


O tempo brilhou
O tempo todo
O tempo.


O tempo levou
O tempo todo
O tempo.


O tempo mudou
O tempo todo
O tempo.


O tempo direcionou
O tempo todo
O tempo.


E agora,
para onde
o tempo irá
O tempo todo
O tempo?
O tempo todo
O tempo.