Páginas

domingo, 26 de fevereiro de 2012

Procurar

Vou procurar um paraíso, 
onde só exista eu e a felicidade.
Vou procurar um oceano,
onde só exita eu e seus mares.

Vou procurar um lugar perfeito,
onde só exista eu, e não exista medo.
Vou procurar outra sociedade,
onde só exista eu e também a liberdade.

Vou procurar uma nova nação,
onde só exista eu e um coração.
Vou procurar outro Brasil,
onde exista educação nota mil!


segunda-feira, 20 de fevereiro de 2012

Você, Eu, Nós! sem parágrafo e no plural.

Acho que nada vem de graça para ninguém, nem mesmo para aqueles que merecem. Cada dia que passa, sinto algo diferente, surgem novas ideias, novas formas de pensar, e fica difícil expressar tudo, não dá para anotar, para cantar ou transformar, é preciso guardar e ser. Algumas vezes não é nem possível se conduzir a um rumo certo aquilo que se escreve, agora por exemplo, não pensei em nada, tudo o que está escrito aqui foi exatamente aquilo que deu vontade de escrever. A vida é difícil para todos, o que acontece é que muitos não sabem a conduzir, e assim, tomar rumos insertos e acabam num buraco sem fim. Todo mundo já sofreu alguma vez na vida e pensou que nunca iria passar, mas o que é mais impressionante é que passa, basta você deixar que isso aconteça. Não se deve prender a um passado, é bom explorar o futuro e principalmente viver o presente... Um dia de cada vez, tentando planejar o que dá, mas nunca imaginar. Projetos virão e não serão concluídos, mas isso também faz parte, tudo que hoje é luz, amanhã poderá ser sombra, o que não é ruim. Devemos estar aptos a mudanças e novos rumos, a vida nos leva para tantos caminhos que fica impossível prever o que irá acontecer. Tento acompanhar tudo como dá, exatamente aqui tudo está fora de ordem, e é assim também na vida, às vezes paro para pensar: O que eu realmente quero? Não é tão difícil responder, mas quando me pergunto se o que eu quero será alcançado, fico sem respostas. Tudo pode mudar a qualquer instante, um simples telefonema pode trazer outros rumos, seja para sua vida ou seu pensamento, nada será igual, não dá para ser!!! Cada dia que passa penso quantos ainda virão, não me arrependo de nada, errar todo mundo erra, não existe ninguém com um passado perfeito, fizemos aquilo que dava para ser feito, mas também não acredito que errar seja a única forma de se aprender, tem muita coisa pronta e emposta e que deve ser seguida, sendo assim por que contrariar? Justiça é uma incógnita no mundo em que vivemos, podemos tentar mudar, mas não agir antes que ela mude, porque será em vão. Quanta gente já morreu, sofreu e ninguém pagou por isso? A fome ainda existe no mundo e mesmo assim, futebol e carnaval continuam sendo prioridade. Precisamos de cultura e não política do Pão e Circo. Um mundo justo é aquele em que todos se respeitam, coisa que nunca existirá, não adianta, porque somos diferentes e por incrível que pareça, o mau sempre estará presente em qualquer lugar. Aqueles que são julgados malfeitores  devem pagar por seus erros, o que não o reverterá, mas isso foi impregnado. Penso que seja interessante também compartilhar esse tipo de ideia com outras pessoas, em algum lugar do mundo existirá alguém que se encontre nessas ideias. Um simples exemplo é  o meu blog, já tive interesses comerciais sobre ele, mas vi que não vale a pena! É muito melhor você ter um público pequeno, quase escasso do que ser obrigado a escrever aquilo que a "mídia" quer que você escreva. Escrever aquilo que todo mundo pensa e sabe não é necessário. Muita gente fala que não tem paciência para ler meus textos, tudo bem, então esse não é tipo de blog para você, o meu objetivo é esse aqui, tudo que tenho postado até hoje é de interesse exclusivamente meu, e sei que tem pessoas que gostam. Eu gosto disso, e ninguém poderá mudar. Blogs para maquiagens, esmaltes e penteados já são mais de 10% na internet, é preciso ter algo diferente para atingir todos os tipos de público. Na sociedade em que vivo, muitas vezes me sinto excluída, porque estou cansada daquilo que é habitual, quero algo diferente, inovador! Mesquinharias não fazem parte da minha vida e por isso tento me distanciar ao máximo. Tudo tem um limite, inclusive a bondade do ser humano. Uma coisa é você ajudar, outra é carregar e fazer tudo pela pessoa. Todos somos capazes, entendam isso. Não existem pessoas burras, existem pessoas acomodadas e também não adianta você tentar ser aquilo que não é, cada um tem uma vocação, você não é obrigado a estudar, desde que não atrapalhe quem queira também. Você não é obrigado a ser feliz, e nem por isso deverá atrapalhar a felicidade alheia, certo? Estou cansada de gente assim, que quer as coisas dos outros e feita pelos outros, aprendam a construir suas próprias vidas, não deixem que outras pessoas façam isso por você. O mundo não vai acabar porque você é diferente, hoje isso é mais normal do que seguir tendências comuns. Seja você, viva você e entenda você. 

sábado, 4 de fevereiro de 2012

Assim...

     Já é tarde, talvez já deveria estar na cama, no entanto, estou aqui refletindo sobre coisas toscas, mas inexplicáveis! Sabia que por um momento eu tive a certeza de que apenas a dor me inspira? Mas agora já não sei mais, porque estou escrevendo este texto, que talvez seja um dos piores, mas ao mesmo tempo é um dos mais grandiosos, porque ele é diferente, parece esse tipo de literatura contada em romance. Não sei nem com quais palavras prosseguir, mas tenho que registar esse momento súbito de minha "inspiração", se é que posso chamar assim... O que estará acontecendo? Será uma nova fase da minha escrita ou apenas um delírio de alguém que já está prestes a fechar os olhos, mas a luz de fundo de um computador não deixa que isso ocorra.
     Além disso, neste momento estou ouvindo minha cantora favorita, o que me faz questionar mais ainda! Se a inspiração viesse de uma dor, todos os artistas seriam infelizes todos os dias e isso, creio eu, não é possível. Mesmo assim eu não perco a esperança, até o fim deste texto pretendo chegar a uma conclusão sobre tudo isso. 
    Houve momentos em minha vida que pensei estar tudo perdido, e só hoje vejo o quanto me enganei! Tudo que eu esperava, mas não imaginava, se realizou de forma inacreditável, ou melhor ainda, surpreendente! Aprendi tanta coisa, e vejo que grande parte dessa mudança esteve presente no meu blog. Ainda me lembro das primeiras postagens, com um layout cheio de bolinhas laranjadas, azuis e verdes, e eu tinha certeza de que eram minha cara. E eram. Entretanto, eu mudei, e comigo, o layout também mudou. Mas não foram só as aparências, o conteúdo também ficou cada vez mais exigente, aberto e até mesmo criativo. Nunca contei muito com a colaboração de leitores, porque ainda não encontrei muitos, mas sempre que divulgo alguma postagem nova, fecho o blog com mais de trinta visualizações, e isso para mim é suficiente, aliás, acima de tudo o meu blog é pessoal, sendo assim, é impossível exigir que todos gostem daquilo que eu sinto e escrevo aqui.
     Mas para não fugir muito do assunto, eu vivi momentos intensos e todos eles foram compartilhados aqui. Se alguém quiser me conhecer, saber da minha história, estará tudo aqui, em um simples link perdido na internet, que já falou de amor, criticou os Estados Unidos, difamou a Rede Globo e foi totalmente contra as leis SOPA e PIPA (assuntos temáticos desse último mês), e ainda assim, os maiores índices de postagens foi sobre a dor que eu sentia, porque rendeu poemas, desenho, dissertações, e milhares de outros gêneros da arte.
     Não me considero uma autora, mas acredito que crio arte, pois tudo que envolve sentimento é arte!!! Além disso, fui privilegiada por gostar de Filosofia e Sociologia também, o que combinou perfeitamente com o bom Português. Isso também esteve em alta aqui no blog, sempre deixei minha opinião bem explícita, porque sou uma pessoa muito aberta, não pretendo iludir ninguém, e por isso, também não quero que ninguém venha me dizer que eu a decepcionei.
     Sendo assim, creio que consegui concluir uma das minhas maiores dúvidas, a inspiração vem de momentos assim, inesperados, com dor ou sem dor, com tema ou sem tema, com raiva ou sem raiva, mas sempre com emoção.


Um Mundo de Sonhos: Promoção "Silêncio"

Um Mundo de Sonhos: Promoção "Silêncio": Em parceria com a Editora Intrínseca tem promoção de "Silêncio" (todos comemoram)! Para participar é facinho e como eu sou legal tem vár...

Se eu fosse a Shakira...

Como todos fãs de Shakira sabem, essa semana foi aniversário da nossa diva, mais precisamente, dia 02 de fevereiro. A cantora colombiana completou seus 35 anos, e por coincidência, no mesmo dia seu namorado completava 25 anos.
Desde os nove anos de idade, venho acompanhando o trabalho dela, a admiro por muitos motivos, sua voz, dança, seriedade, comprometimento, composições, além de seus trabalhos sociais. Shakira tem uma fundação que garante a crianças carentes educação de qualidade, destinou todos os lucros de "Waka, Waka" (canção tema da Copa do Mundo de Futebol 2010), além de ser membro da Comissão Consultiva de Educação, nos Estados Unidos.
Hoje, vou selecionar algumas músicas que gostaria de ver em um show dela, como se fosse a playlist de um show.

1- She wolf/ Why wait
2- Loca
3- Did it again
4- Something
5- Inevitable
6- Octavo Dia
7- Underneath your clothes
8- Sombra de ti
9- Waka, Waka
8- Hips don't lie
9- La tortura
10- Whenever, Wherever
11- La pared
12- Pies descalzos, sueños blancos
13- Devoción
14 - Un poco de amor
15- No creo
16- Donde estan los ladrones?
17- Ojos asi
18 - Estoy aqui
19- Timor


Para maiores informações, consulte o fã-site brasileiro shakira-brasil.com ou o próprio site da cantora www.shakira.com .