Páginas

sábado, 27 de outubro de 2012

Como uma luz...

Como uma luz
no fim
do
túnel.

Caminhando pelas mesmas
estradas que
eu.

Compreendendo cada passo,
mas nem
sempre.

Compulsivamente comecei a
sonhar, mesmo
sabendo que
terá
dor
no
final.

Já faz algum tempo

Há quantos dias eu esperei por isso, algo assim, que mudasse o caminho que as coisas resolveram seguir. Logo agora, que tudo estava conturbado, as pessoas precisam ir, antes mesmo que encaixá-las na minha vida. Quantas vezes ainda terei que me despedir das pessoas que eu amo? Quantas vezes ainda vou chorar de saudade? Não vamos olhar para trás, porque sempre vale a pena acreditar que existe um futuro melhor. Algumas pessoas nem percebem sua importância na vida das outras, já outras, percebem e mesmo assim continuam indiferentes. "Diferença", essa palavra é o princípio-motor de todos os sofrimentos e alegrias. Mas uma coisa é certa: não dá para sofrer o resto da vida! Mesmo que sejam momentos difíceis, é preciso saber superá-los, torná-los aprendizado. Agora chega de mensagens como essa! Esse é o fim, o fim de um pesadelo!


quarta-feira, 17 de outubro de 2012

Espaço vazio

É um espaço vazio,
cheio de medos.
Algo inexplicável,
que consigo escrever.
É tanta falta,
sem nenhuma saudade.
É um frio,
como nos dias de sol.
Algo que me fez lembrar,
coisas que ficaram lá atrás.
Era um espaço vazio,
mas tão cheio de nada
que acabou se desfazendo.